domingo, 28 de março de 2010

Sábado, dia 27 de Março - dia de Plantações no Parque Florestal de Monsanto

Dia 27 de Março de 2010. Sábado. Manhã. Primavera agradável. Céu algo nublado. Dia de plantações de árvores e arbustos em 5 locais distintos do Parque Florestal de Monsanto. O Projecto Plantar Uma Árvore apoiou a iniciativa ambiental da Associação de Pais da Escola Básica 2, 3 Pedro de Santarém. Estive presente como monitor de Plantar Uma Árvore e como participante na iniciativa. O objectivo inicial do projecto Plantar Uma Árvore é juntar pessoas já conhecidas e não conhecidas para plantarem árvores e arbustos. Uma espécie de reforço de relações humanas em torno de uma acção ambiental - a plantação de árvores e arbustos. Esta é a terceira acção de plantação em que participo desde o início da época de plantações (o projecto Plantar uma Árvore organizou 4 iniciativas já) e tenho observado o entusiasmo das pessoas. A motivação com que chegam aos locais de encontro definidos. O querer por em prática a acção ambiental por excelência. Tenho observado as crianças, os jovens, os mais adultos nestas iniciativas. E sei também que se todos os sábados fosse organizada uma iniciativa do género em Lisboa compareceriam sempre pessoas entusiasmadas. Sinto que há um movimento de mudança em relação aos princípios do ambientalismo em Portugal. Estamos demasiado viciados na evidente degradação ambiental e ecológica. A mudança começou em força. Cada vez seremos mais a querer mudar, a incentivar à mudança, a dar os bons exemplos. Por exemplo, tive a oportunidade de conversar com o senhor simpatiquíssimo responsável pela Associação de Pais da Escola Pedro de Santarém. Não sei o seu nome. As minhas imensas desculpas ao senhor em questão. Ele falou-me por exemplo da falta de iniciativas ambientais em Portugal por parte das Associações de Pais das Escolas Básicas e Secundárias. E se de repente tudo isto pudesse começar a mudar. Começássemos a envolver a comunidade escolar em iniciativas locais ligadas à protecção do ambiente. Ganha-se mais o gosto pela protecção e respeito pelos valores ecológicos plantando durante uma manhã árvores e arbustos do que talvez durante 1 ano numa sala de aula ouvindo-se falar esporadicamente sobre a protecção dos valores ambientais. Como sociedade temos todos a obrigação de formar crianças e jovens responsáveis ambientalmente. É uma urgência notória. A Educação Ambiental em Portugal terá de ser melhorada e eficazmente melhorada.

Na acção do dia 27 de Março participaram 50 alunos, pais e professores da Escola Básica Pedro Santarém, numa acção organizada em contra-relógio. Os restantes participantes não estavam ligados à Escola Básica Pedro Santarém. Foram plantadas cerca de 250 árvores e 400 arbustos. As espécies plantadas foram as seguintes: Rosmarinus officinalis (Alecrim), Viburnum tinus (Folhado), Quercus canariensis (Carvalho de Monchique), Juniperus turbinata (Zimbro) e Quercus cerris. Estas acções são extraordinárias pelo convívio, educação ambiental, acção ambiental, boa energia.

Como sociedade, não conseguimos eliminar de um dia para o outro determinadas formas de poluição atmosférica, no entanto a meu ver podemos massificar a nossa capacidade de reflorestação e parar com a desflorestação nas maiores florestas do planeta e, mesmo, em qualquer local. A nossa forma mais eficaz de lutarmos contra a degradação ambiental passa por reflorestarmos os territórios dos países, potenciando a biodiversidade, sumindo carbono existente na atmosfera, regulando os regimes de precipitação. E se cada português plantasse todos as épocas de plantação 2, 3 ou mesmo 10 árvores por ano? Fica aqui o desafio. Vamos todos juntos Reflorestar Portugal!


Miguel - AVE

1 comentário:

  1. Agradeciamos que visitasse este espaço. «Linguagem das folhas» [http://alinguagemdasfolhas.blogspot.com] - Quem somos? Folhas que falam, e que sentem o vento demasiado extridente. Raizes que secam com a imensa falta de água. Caules, que querem crescer. Rios vazios de peixes, glaciares a deslizarem por mares já um bocado mais poluidos. Somos um bocado da Natureza, que ainda vive, ainda quer viver. Que se quer fazer ouvir, que quer mostrar ao mundo que não é facil, mas que a mudança também não é impossivél. Mas, acima de tudo que a mudança que nós queremos ver no mundo está nas nossas mãos.
    - obrigado, qualquer tipo de divulgação é essencial para a nossa causa. :)

    ResponderEliminar